O verão já está chegando, e como sempre, cheio de cores e tendências. Hoje vamos falar das cores que estão mais em alta para este verão. As cores são divididas em quentes e frias, primárias, secundárias, terciárias? Montamos uma lista das cores que estão em alta para este verão, suas combinações e uma breve explicação da sua natureza e classificação. Vem com a gente conferir essas tendências! Rosa LIRIS O rosa, ou ainda cor-de-rosa, cor de rosa, rosáceo ou rosado, é uma cor intermediária entre magenta e vermelho, sendo assim uma cor quente.   R epresentam delicadeza, feminilidade, beleza, harmonia, ternura, juventude e amor. Combinaçoes com calças prada mais t-shirt diversas cores, explore o mundo das cores. Amarelo Cadimo  Considerada a mais luminosa das cores, o   amarelo   é uma cor quente que traz alegria e vivacidade . Desde ao look monocromático ou pontos de luzes o amarelo vem quente nesse verão ate mesmo em acessórios. Laranja Queimado Por isso, você pode esperar por uma grande diversidade de cores fortes e coloridas na paleta do   verão . E o tom   laranja   é uma das apostas fortes para a estação, dos tons mais abertos aos mais escuros, a cor é unanimidade e ele é um dos poucos tons que valoriza absolutamente todos os tipos de pele. Azul  O tom   azul   céu continua à tona, com tecidos acetinados, malha prada.  Ele aparece na feminilidade. Aposte numa calça prada azul. Ja que azul é o novo preto!
Entenda a Minas Moda em 4 passos simples: 1) NOSSA MISSÃO: A Minas Moda é um espaço digital que reúne as melhores marcas da moda mineira. Somos inspirados e apaixonados por Minas e por esse jeito único de criar e traduzir um estilo de bem viver. Somos uma empresa mineira que apresenta mais uma solução para suas vendas on-line, por meio de um Marketplace. Ou seja, nosso negócio é vender o seu negócio ! 2) COMO FUNCIONA A COMISSÃO: Nossa comissão funciona da seguinte forma: Trabalhamos com um valor de comissão sob as vendas (incluídas as taxas do cartão de crédito). A comissão somente incidirá se a venda for realizada. Não cobramos taxa de manutenção. 3) FRETE PARA CADA LOJISTA Quanto ao frete , ele é pago pelo cliente e nossa plataforma possui todos os recursos necessários para realizar a venda do seu produto. E em caso de promoções com frete fixo ou frete grátis a plataforma pode ser configurada. 4) PAGAMENTO FÁCIL E RÁPIDO Os pagamentos acontecem por meio da plataforma de pagamentos Wirecard que possui uma integração junto à plataforma de Marketplace. Os splits de pagamento são realizados automaticamente separando os valores do lojista ao Marketplace. Os recebimentos se dão a cada 30 dias após o pagamento do cliente tanto nos casos de boleto ou cartão de crédito. Nos casos de compra parceladas as parcelas serão pagas a cada 30 dias.Nossa plataforma é configurada para receber pagamento sem até 6x sem juros com parcelas mínimas de R$30,00. Praticidade e segurança para alavancar seus negócios! Esperamos ter ajudado. Se interessou? Entre em contato com a gente pelo número: (31) 9125-7069.      
Do ponto de vista do cliente as vantagens de um Marketplace envolvem a praticidade. Isso porque em uma só plataforma é possível encontrar ofertas exclusivas de vários vendedores, comparar os preços e selecionar aquele que for o melhor. Além disso, ao invés de comprar de vários vendedores e passar por burocracias de compras em vários sites, o cliente irá formalizar suas compras em um só local. Isso corta bastante caminho, né? Agora, para os lojistas a vantagem está justamente na coletividade da concorrência! Pois ao anunciar seus produtos em um marketplace, sua pequena ou grande empresa vai ganhar visibilidade com os recursos que a plataforma propõe. Isto é, vitrines em Site, Instagram, Facebook, Email Marketing, Tik Tok e todas as redes sociais que o marketplace de seu segmento lhe propor. Imaginem-se em um Shopping Center. Quando você vai as compras em um local físico você compra seus produtos em uma determinada loja, mas quando vê peças em outra vitrine que o atrai, acaba comprando lá também. As plataformas online de marketplace seguem essa mesma lógica. Além da visibilidade, as empresas ganham reputação e passam a participar de uma mesma comunidade de crescimento. Isto é, quando uma loja menor, menos conhecida, coloca seu produto no marketplace ao lado de um gigante do mercado, consegue fazer com que sua loja passe a ser reconhecida com mais credibilidade também. Legal né? 
O marketplace não é um conceito novo. Ele começou a ser difundido no Brasil a partir de 2012. E está ligado a ideia de vendas online coletiva. Ou seja, nesta plataforma, vários lojistas podem anunciar seus produtos, como um pavimento de vitrines de shopping. Muitos costumam confundir marketplace com ecommerce. Mas há diferenças. E é bem simples! No caso de um ecommerce você entra no site da Loja Fulana e escolhe um produto X, que é vendido e enviado pela própria Loja Fulana. Enquanto que em um marketplace, você acessa o site da Loja Fulana e escolhe o produto que quiser, que será vendido e enviado pela loja parceira Beltrana. Atualmente grandes empresas digitais nacionais já aderiram ao modelo Marktplace, como é o caso da Lojas Americanas, Subamarino e Amaro. Ficou alguma dúvida? Conte pra gente ;)
Consumimos diversas marcas que nos identificamos, na certeza de que aquele produto representa qualidades e valores de nossa personalidade e ainda irá nos solucionar uma necessidade. Contudo, nem sempre sabemos a fundo a procedência do que consumimos. E nesse sentido que viemos conversar sobre esse aspecto da sociedade de consumo. Desde muito antes do início da pandemia por conta do coronavírus, muito se discute sobre a preservação da produção local e a importância de fortalecer a economia da região. Saber a origem de seus produtos não só garante um olhar mais clínico sobre como são feitos e se respeitam as normas de trabalho e o consumidor final, como também é uma forma de entender se a sua região participa ativamente da economia que é gerada. Uma vez que, quando a produção local é efetiva há inumeros benefícios. Sendo assim, listamos aqui alguns pontos fortes desse conceito: 1) A construção de uma comunidade que gera economia por si mesma.  Apesar do termo comunidade ser antigo, ele é algo novo para o marketing. Pois criar um comunidade de marca tem sido uma estratégia essencial para as marcas, que buscam reunir pessoas com interesses em comum e assim descobrir suas necessidades. Com isso, a vantagem é dar a possibilidade de criar um vinculo maior entre as pessoas participantes dessa comunidade e as empresas. Dessa forma, o público passa a participar ativamente dos rumos das marcas ao ter espaço para mostrar a sua voz. Isso é um ponto muito positivo, pois ao saber do que os clientes gostam e o que desagrada, e essa riqueza de informações coletadas impacta na produção de lançamentos e campanhas que garantem muito mais chance de sucesso e aceitação entre o público.  2) Menos desperdício e poluição Com menos tempo de transporte, o produto local utiliza menos embalagem, gerando um volume menor de lixo e desperdício. Reduzindo o transporte, reduz também as emissões de carbono na atmosfera. 3) Valorização da cultura e da economia Com o crescimento das marcas locais, cria-se maior identificação pela população que sente orgulho em fazer parte daquele fênomeno. 4) Ampliação e necessidade de vagas para atuação Ao optar por fornecedores locais, há sempre a consequência de fortalecer a economia e abrir cada vez mais possibilidades de ampliações, o que demanda mais mão de obra, que certamente terá a população local como prioridade. 5) Fortalecimento da economia local A economia desta forma cria um terreno fértil que está sempre se nutrindo. Por isso, torna-se consistente e de certa forma independente de outros mercados.  Para finalizar, a produção local beneficia a região e a economia como um todo. Por isso é muito importante que nós como consumidores, sempre procuremos pesquisar e consumir marcas que estão a nossa volta. Assim ajudamos a roda econômica girar de forma muito mais fluida.
© Copyright 2021 | Minas Moda - Todos os direitos reservados
Me chame pelo WhatsApp